Blog
Glossário Financeiro – Parte IV

Glossário Financeiro – Parte IV

Na última parte do nosso Glossário Financeiro, trouxemos alguns termos muito utilizados quando se fala em mercado econômico. Informe-se!

CARÊNCIA – Período de tempo estabelecido em contrato em que o investidor não pode resgatar seus recursos aplicados no seu plano ou fundo de investimento.

COTA – É a fração de um fundo. Todo o patrimônio de um fundo de investimento é, na verdade, a soma de cotas que foram compradas por diferentes investidores. O comprador é chamado no mercado como cotista. Tem o mesmo significado de “quota”.

FI (FUNDO DE INVESTIMENTO) – Uma das formas mais conhecidas de aplicação financeira, que funciona como uma espécie de condomínio, sem limite máximo de participantes, administrado com o intuito de aplicar os recursos no mercado e maximizar o retorno para o investidor. O fundo de investimento é um patrimônio constituído por recursos financeiros aplicados pelos seus membros ou participantes. A gestão do seu patrimônio é sempre feita por outra entidade (banco, sociedade gestora de fundos de investimento), já que os fundos de investimento não possuem personalidade jurídica. Cada fundo possui uma política de investimento e composição de carteira que variam das mais conservadoras às mais arrojadas.

PATRIMÔNIO LÍQUIDO – Um dos componentes do Balanço Patrimonial de uma empresa. É o resultado da diferença entre o ativo (bens e direitos) e o passivo (dívidas e obrigações) de uma empresa.

SUPERÁVIT PRIMÁRIO – Termo utilizado para determinar o quanto o Governo arrecada a mais do que gasta, sendo que neste cálculo são excluídas as despesas com juros no custeio da dívida pública.

Continue acompanhando nosso blog para saber mais sobre variados assuntos financeiros e de investimentos! Caso tenha qualquer dúvida, não hesite em entrar em contato com os especialistas da Santinvest.